Raios X (BIO) | Bate-Bola | De A a Z | Estilo
Raios X (BIO)

Andrey do Amaral nasceu, em Brasília-DF, a 25 de março de 1976. É filho de Agnaldo e Leila. Tem duas irmãs: Érika e Evelyn. Sua família provém de Portugal e Espanha. Possui cidadania luso-brasileira.

Estudou o ensino fundamental em escola particular até a 4ª série, concluindo seus estudos na rede de ensino público. Formou-se em Letras, pós-graduando-se em Língua Portuguesa. Iniciou outra pós em Sexologia e o curso de mestrado em Literatura Brasileira, mas não os concluiu. Foi professor titular da Secretaria de Estado de Educação do DF e de algumas escolas particulares, além de educador indígena. Trabalhou com ensino a distância e educação de jovens e adultos. Atualmente está afastado do magistério por opção.

Escreve desde a adolescência. É saxofonista amador e gaiteiro. Ex-míope e torce pelo Flamengo, mas não é fanático por futebol. Venera chocolates e seu prato preferido é arroz e feijão. Não dispensa pão-de-queijo e sorvete. Seu gênero preferido é a MPB e tudo que é cantado em língua portuguesa. Gosta também das clássicas músicas americanas.

É pesquisador da vida/obra de Augusto dos Anjos (1884-1914). Doou parte do seu acervo e coleção sobre o poeta paraibano para o Memorial Augusto dos Anjos, do UniPê – Centro Universitário de João Pessoa – PB. Em 2002 seu ensaio-biográfico ganhou premiação da Fundação Biblioteca Nacional.

É bibliófilo e tem uma coleção de revistas antigas. Na Capital Federal, foi proprietário de uma pequena livraria de muito sucesso. Num dos bairros mais caros de Brasília, instalou sua livraria, a Mr. Book, onde enfrentou os gigantes do mercado livreiro. Era a batalha de Davi e Golias. Faz fichas literárias para editoras e agencia livros de novos autores e amigos. É autor de livros de sucesso editorial.

Andrey conhece o mercado livreiro como leitor; como professor, quando indicava o livro ideal a cada aluno; como autor, escolhendo a palavra ideal, e como livreiro, conhecendo vários estilos e segmentos. Seus livros, pela graça de Deus, sempre são resenhados na imprensa nacional.

© Copyright Andrey do Amaral - Todos os direitos reservados - desde 2002